Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Libertária

a liberdade passa por aqui

Libertária

a liberdade passa por aqui

24.Abr.23

Dissuadir e Regular o uso de Criptomoedas

Não existiria uma indústria do Ransomware com os seus danos (em resgates e em custos de recuperação e prevenção) nuns estimados 20 mil milhões de euros em 2022 se não existissem criptomoedas.

Embora a impossibilidade de identificar (parcialmente) a origem e destino das transacções em Bitcoins isso nem sempre é possível dae realizar em tempo útil (num caso recente demorou 6 anos) ou possível de todo. É verdade que algumas criptomoedas alegam serem 100% anónimas mas não vejo como o poderão ser logo que alguém, no fim da cadeia, converter a criptomoeda numa moeda real).

A actual estouro de valorização das Bitcoins (que chegou a ser cotada abaixo dos 20 mil euros) se continuar e se for ainda maior irá impactar a economia real. Actualmente, estima-se que mais de 1,03 triliões de USDs estejam investidos nesta moeda. E muitos investidores - mais incautos - converteram para esta moeda as suas poupanças. O seu descalabro continuado, aprofundado e persistente, não deixará de ter ecos na economia real e juntamente com os problemas na distribuição, aumento dos preços das matérias primas e combustíveis e guerra na Ucrânia irá criar uma condição económica ainda mais negativa.

A União Europeia não deve agir no sentido de proibir todas as transacções em criptomoedas porque, simplesmente, não se pode impedir a inovação por decreto. Mas pode e deve criar mecanismos de dissuasão, regulação e monitorização das transacções neste tipo de activos financeiros que dificultem (pelo menos) ou impeçam (idealmente) o seu uso por especuladores, cibercriminosos, estados-párias (como a Rússia e a Coreia do Norte) ou mafias de droga (para branqueamento dos seus rendimentos ilícitos).

Petição:

Os peticionários acreditam que a UE deve criar um plano europeu de dissuasão de uso e de regulação das criptomoedas.

Enviada na força de petição ao Parlamento Europeu

Rui Martins